quinta-feira, setembro 17, 2009

Assalto

"Ao assalto me lanço e agito-me na liça,
como um coro de vermes junto a carniça,
e adoro,ó fera desumana e perticaz,
até essa algibez que mais bela te faz!"
(Baudelaire)
.
Doei cada centavo de meu amor
Em busca de teu louvor.
Ando pelas ruas amuado
como um tolo assaltado.
.
Buscarei então,um amor escravizado
Daqueles em que deposito
Meu membro endurecido
Gozo e saio no alivio!
(Sarthur Rulima)*
.
*sel usando pseudônimo masculino

4 comentários:

Mary Joe disse...

Muito legal Sel, sua versão masculina.
Vc é talentosa de todo jeito, amiga.
Beijo carinhoso
Mary

Vitorio disse...

Sel
absolutamente perfeito.
Doei... ...assaltado.
Perfeito demais.
Bjs.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Você sabe usar bem seu lado masculino, hein? ahahaha. Adorei!

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

R. S. Tomé disse...

"Doei cada centavo de meu amor
Em busca de teu louvor.
Ando pelas ruas amuado
como um tolo assaltado."

Caraca! Você entende os homens hein? "Doei cada centavo de meu amor", parece egoísta à primeira vista, e é mesmo! kkkkkkkk mas é verdade. Já passei por isso e sei como é foda. Você colocou de forma objetiva, materialista, a impotência (não a sexual rss) do homem do século 21 diante das mulheres de hj. O não-saber-lidar. conhecer e prever as mulheres. Enfim, a falta de controle de todos os aspectos da vida está deixando a gente careca e brocha antes do tempo kkkkkkkkkkkkkkkk. Poema perfeito!

Bjs